Bem-vindo

Casa do Castanheiro
Pedreira, Nordeste

01

A Casa do Castanheiro

A Casa do Castanheiro é uma casa centenária das primeiras a ser construida nesta parte do lugar da Pedreira, no concelho do Nordeste, nomeadamente no Cinzeiro local que dá o nome á rua mais próxima, no passado era onde os locais faziam carvão a partir da lenha recolhida nas matas circundantes, destinado a ser vendido porta a porta para cozinhar e para aquecimento.

Esta casa solarenga é construida em pedra no típico estilo arquitectónico da iha de S. Miguel, com o chão em terra, forno interior cume aberto para permitir a saída do fumo, bancada em pedra com telhado em telha regional de barro.

Situada no topo da colina em lugar previligiado é a última casa antes da montanha, pelo que permite disfrutar de vistas fabulosos sobre o mar, luar que faz o mar parecer prata, e do mítico nascer do sol neste extremo da ilha.

A sua localização permite ainda disfrutar de uma interação com a natureza que a rodeia sem vinzinhos, é possivel disfrutar de uma privacidade quase única nos dias que decorrem.

O acesso á mesma é feito através de um caminho centenário, ficando a casa a cerca de 80 metros da rua corrente, esta localização permite a ausência de trânsito próximo da casa ou mesmo de pessoas.

Com a recuperação iniciada em Agosto de 2018, esta moradia foi munida de um corpo novo onde foram edificados dois quartos de casal e uma casa de banho, o material utilizado foi o betão armado de modo a dar uma sensação de rusticidade compatível com a pedra do corpo original recriando uma estrutura típica, o Guarnel, onde no passado se guardavam os cereais fora do solo para impedir o acesso de roedores e outros.

A ligação entre o corpo antigo e o novo, foi feita através de um corredor também ele em betão por trás do castanheiro, que dá o nome á casa, ficando esta árvore centenária preservada no meio da moradia, proporsionando com a sua magnifica copa nos dias de verão uma frescura e sensação de estar a casa inserida no seio da natureza que nos leva a ficar encostados numa tarde de sol a ver o mar e a relaxar.

A casa no seu interior é toda ela destinada a proporcionar o maior conforto possível aos hóspedes através do seu recheio, quer dos materiais utilizados na sua construção como a madeira de criptomerica oriunda das matas da própria ilha.

Esta madeira de criptomeria está muito presente no interior da moradia pelo que é um dos materiais mais comuns, estando presente nos tectos, na cozinha, nos armários imbutidos, e na sala comum o que leva a uma excelente eficiência energética além de promover uma exploraçao ecologica deste recruso natural dada a sua facilidade de crecimento rápido.

O chão da moradia é todo em madeira de pinho, reforçando o conforto do interior conjugado com parte das paredes e tecto em criptomerica podemos dizer que esta combinação leva os nossos sentidos a uma experiência sensorial com materiais de origem natural a lembrar o passado.

A casa possui todo o tipo de electrodomésticos de última geração, wifi em todas as divisões, cabo TV, uma salamandra localizada na sala, todo o equipamento de cozinha, vidros duplos, isolamento térmico em toda a casa, guarda-fatos e armários embutidos nos quartos.

No exterior a casa possui uma piscina com zona de lazer equipada com bancadas com capacidade para cinco pessoas, onde os clientes podem disfrutar sentados de uma bebida a olhar o mar ou o luar e receber uma massagem de água nas costas através de jatos embutidos na piscina.

Existindo ainda a possibilidade de aquecer a agua até 29 graus celcios (mediante um preço extra) através de um sistema inovador, através de uma bomba de calor eléctrica que permite uma eficiência energética muito superior aos tradicionais mecanismos de aquecimento que utilizam energias fosseis ou mesmo pelets. Esta funcionalidade tem um custo extra de 20€ por noite.

Esta area de lazer dispõe ainda de um solario com espreguiçadeiras numa area de deck num dos lados e relva na restante área, um duche de apoio á piscina, um amplo jardim com iluminaçã,o nocturna, além de uma área de churrasco próxima da mesma com uma bancada com electricidade e água, bem como iluminção.

Cada quarto de cama possuiu acesso ao exterior a partir do mesmo, um deles a norte tem acesso a um pequeno jardim interior com iluminação, um banco tradicional em pedra de lavoura. O quarto a sul tem saída para o castanheiro e posteriormente o pátio em frente da casa, os dois quartos tem janelões com porta em vidro espelhado que permite ver para fora sem ser visto no interior.

Em frente á porta principal da casa existe um pátio em pedra onde é possivel disfrutar de uma refeição a olhar o mar ao por do sol ou tomar uma bebida a ler um livro, ou apenas a ouvir os passarinhos.

Na casa não existe gás, todas as necessidaees de energia são suprimidas por energia eléctrica quer seja para cozinhar ou aquecer a água.

Aos hóspedes é propocionada a limpeza e troca de toalhas bem como o pequeno-almoço caso o desejem.

A casa do castanheiro na parte de trás da propriedade possui ainda uma área de serviço de máquinas e uma esplanada no patamar superior localizado atras da moradia, dispondo ainda de uma quinta de citrinos com 700 m.

Assim, a casa do castanheiro conjuga o conforto que a modernidade nos propociona com a história e a arquitetura dos ancestrais numa comunhão com o meio ambiente que a rodeia, numa proriedade de 1500 m2, destinada exclusivamente aos clientes que a reservarem, num serviço que se pretende exclusivo de grande qualidade.

02

Localização

Localizada num local encantado, onde tem o privilégio de ver o sol nascer, onde o azul do mar e o verde da serra se misturam. Criando um ambiente único aonde se pode sentir o ar puro e fresco do mar e da serra.

 

Os Açores


Na imensidão do azul do Oceano Atlântico a mãe Natureza criou uma terra repleta de belezas naturais e por explorar: Os Açores.

Os Açores são um arquipélago que se situa no Nordeste do oceano Atlântico entre ao 36º e os 43º de latitude norte e os 25º e 31º de longitude oeste. Integram a região biogeográfica da Macaronésia e é constituído por nove ilhas principais, divididas em três grupos distintos: grupo ocidental – Corvo e Flores, grupo central – Faial, Graciosa, Pico, São Jorge e Terceira e o grupo oriental que é constituído pelas ilhas de Santa Maria e São Miguel. Todas as ilhas são de origem vulcânica.

A oriente Santa Maria com as suas praias de areia clara e quente e São Miguel, a maior ilha, com as suas lagoas e águas termais.
No grupo central as ilhas Terceira, São Jorge, Pico, Faial e Graciosa dispõem-se graciosamente no mar azul onde baleias e golfinhos espreitam fazendo as delicias dos visitantes.
Já no grupo ocidental, a ilha das Flores deslumbra-nos com a beleza das suas cascatas naturais e lagoas escavadas por vulcões. Corvo, a ilha mais pequena, tem no seu centro uma ampla e bela caldeira que atrai espécies de aves vindas não só do continente europeia, mas também do continente americano.
Todas as ilhas têm paisagens deslumbrantes e verdejantes em qualquer altura do ano. As ilhas também são muito floridas e encontramos principalmente as azáleas e as hortências em todos os cantos das ilhas.
As culturas mais importantes são a do chá, do tabaco, da batata e da beterraba açucareira. As ilhas têm muitos recursos e, como não podia deixar de ser, as pessoas utilizam um muito importante: o mar. Daí trazem uma grande variedade de pescado fazendo assim as delicias dos amantes de um bom prato de peixe.
Estes são o Açores, nove ilhas, nove mundos pequenos onde a beleza das ilhas e simpatia dos habitantes é partilhada por todos.
“Trilhos no Açores”: Quer seja um amante passeios calmos ou um viciado em adrenalina os Açores dispõem de mais de 60 percursos pedestres com todas as condições para caminhar em segurança. Aventure-se e descubra os recantos de cada ilha.

O Nordeste


O Nordeste por muitos referido como o concelho mais bonito e florido da ilha de S. Miguel, situa-se na costa norte desta ilha. Conhecido até há bem pouco tempo como a décima ilha, e chamado nordeste por ter o rosto a este vento, ficava tão longa dos meios mais desenvolvidos que chegou a ser apelidado de áfrica micaelense.

Hoje distinguido como sendo o concelho mais florido de Portugal, rompe fronteiras para ombrear um terceiro lugar com vários países europeus.
O que em tempos era uma caminhada penosa e distante, hoje graças á construção de novas estradas chegar a este lugar de eleição, liturgia do sossego e do olhar faz-se em menos de uma hora. O Nordeste acompanha o progresso com entusiasta participação ao mesmo tempo que mantém viva a paixão e sagacidade pelo deslumbramento da sua paisagem imaculada e intocável, marcada pela força ígnea das suas origens, da qual deriva a diversidade do terreno, de extensões e inclinações variadas, ora em forma de alcantilados e montes, ora de fundas ribeiras, achadas, desfiladeiros, vales e ravinas. Aqui moram abismos primordiais onde escondem-se segredos. Imponente e, no entanto, aconchegado, altaneiro e sobranceio ao mar que lhe fica ao fundo, volta-se este concelho para a terra onde no meio desta pura magia ergue-se como santuário a mais luxuriante vegetação, onde se confundem a flora primitiva (loureiros, cedros, faia, azevinho, urze, tamuje, …) com a flora recente e exótica aqui praticamente reduzida á mais conhecida e nobre árvore dos açores de hoje- a criptoméria. E é nos densos bosques que se alberga o PRIOLO, essa ave em vias de extinção, mas hoje protegida, que outro sítio não quer senão este tocado pela força magnética do primeiro clarão matinal, onde apenas sussurram sonhos e uma melodia que se desprende lá do canto do priolo e a vegetação se veste de magia e epopeia.

É aqui também que se localiza o Pico da vara, ponto mais alto da ilha, com cerca de 1100 metros de altitude. O seu relevo é montanhoso, recortado por ribeiras que deslizam entre a vegetação. Incorpora uma vegetação endémica e típica da macaronésia, assim como todo um conjunto de flora rara e de grande valor. O pico da vara serve de miradouro natural, com uma vista panorâmica sobre grande parte da ilha de S. Miguel com destaque para o planalto dos graminhais, pico verde, serra da tronqueira e mais a sul avistam-se as encostas da caldeira das furnas e as serras de água de pau e devassa a oeste.
O concelho do Nordeste pleno de uma beleza natural exuberante, apresenta ainda um belo património arquitetónico com monumentos como as igrejas, ermidas, o emblemático viaduto dos sete arcos e o bonito edifício dos paços do concelho datado do séc. XIX, entre outros.
O Nordeste também é conhecido por ter os mais belos jardins e ruas cuidadas onde as flores parecem florir a cada esquina, convidando-nos a usufruir de um belo passeio relaxante.
Terra de longa tradição agrícola, pecuária e piscatória, o Nordeste mantém o seu património bem vivo, como é visível no museu etnográfico ou na casa de trabalho de Nordeste que funciona como um centro e oficina de artesanato. De facto, o artesanato sempre teve um papel importante com diversos trabalhos de rendas, bordados e o tão conhecido tear.
Velhos moinhos percorrem em serpentina as muitas ribeiras do Nordeste.

Pontos de interesse

  • Ermida de Nossa Senhora do Rosário
  • Ermida de S. Sebastião
  • Ermida de Nossa Senhora da Mãe de Deus
  • Ermida de Nossa Senhora da Nazaré
  • Jardim botânico da Ribeira Do Guilherme
  • Miradouro da Ponta da Madrugada
  • Miradouro da Ponta do Sossego
  • Miradouro da vista dos Barcos
  • Miradouro despe-te que suas
  • Serra da Tronqueira
  • Farol do Arnel
  • Parque Natural da Ribeira dos Caldeirões e do Guilherme
  • Praia do Lombo Gordo e Fajã
  • Boca da Ribeira
  • Museu municipal do Nordeste - possui importante coleção etnográfica nomeadamente equipamento doméstico, trajes, alfaias agrícolas, transportes, o acervo completo de uma antiga desfilaria, conjunto de ceifeira debulhadora enfardadeira com máquina a vapor.
  • Parque da cancela do cinzeiro

Entre muitos outros cantos e recantos todos eles cheios de belas paisagens que o vai deixar repleto de belas memórias.

04

Preços



  1 junho a 30 setembro 1 outubro a 31 maio

Páscoa

Natal

2 Pessoas 180 Euros 150 Euros 180 Euros 180 Euros
3 Pessoas 230 Euros 200 Euros 230 Euros 230 Euros
4 Pessoas 280 Euros 250 Euros 280 Euros 280 Euros

 

Preços por noite
Estadia mínima de 2 noites
Crianças com menos de 2 anos são grátis.

Condições de Reserva

1. O pedido de reserva deve ser enviado pelo cliente, por escrito, através do formulário de contacto.
Em caso de dúvida, por favor contacte-nos. A Casa do Castanheiro enviará uma resposta a esse pedido de reserva no prazo máximo de 48 horas após a receção do pedido.

Política de Pagamento

1. É da responsabilidade do cliente proceder ao pagamento do valor total da reserva, nos 3 dias úteis seguintes à sua confirmação. Se a receção do valor estipulado não se verificar no referido prazo, a confirmação da reserva perde o seu efeito.
2. Se o pedido de reserva for efetuado e confirmado num período inferior a 48 horas antes do check-in, as medidas do ponto 1 mantêm-se, com a diferença de que o pagamento deverá ocorrer num prazo inferior a 24 horas.
3. Métodos de pagamento: Transferência bancária ou Paypal.
4. Se o cliente optar pelo método de pagamento por transferência bancária, é rigorosamente necessário que nos envie (por email) o comprovativo dessa transferência.

Política de Cancelamento para 2021

1. Para um reembolso total, o cancelamento deve ser feito cinco dias completos antes da hora do check-in pelo horário local do imóvel no dia do check-in.
2. Se o hóspede cancela a estadia com menos de 5 dias de antecedência, a primeira noite não é reembolsável, mas as noites restantes terão um reembolso de 50%.
3. Se o hóspede chega e decide ir embora mais cedo, as noites não usufruídas 24 horas após o cancelamento terão um reembolso de 50%.

 

05

Contacte-nos

Telefone

+351 918 686 959

Email

info@casadocastanheiro.pt

Redes sociais

Obrigado pelo seu contacto! Entraremos em contacto consigo o mais depressa possível.

Não foi possível enviar o formulário, atualize a página e tente novamente por favor.